Poema - Festa dos Mortos

12:29 PM


Girou, girou e girou
Na música dos Deuses, a roda dançou,
Ápice, meio, fim
Do crepúsculo veio Samhain.

As folhas cobrem o chão,
O vento vem frio do Oeste,
As árvores verdes do verão,
Despiram no outono, 
Suas coloridas vestes.

As honras deixadas nas florestas, 
Lanternas e velas nas portas de casa,
Recebidos são os mortos, em festa,
No calor da lareira, fogueira e da brasa.

O som dos sussurros dos mortos, 
Ressoa no crepúsculo do dia de Samhain,
Que somente no sabbat,
Podem visitar seus lares, famílias e o antigo mortal conforto.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Muito bonito e profundo. Até senti uma sensação estranha no coração... 😆 ~hoshoshos Adorei.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo ao Bosque dos Deuses.
Se gostou do post, deseja abrir uma observação ou criticar algo, comente abaixo. Vamos adorar ler a sua opinião.

Siga por Email

A Lua de hoje

CURRENT MOON

Subscribe